A Dieta do Cetônico (perca peso, reduza sua glicemia e triglicérides em pouco tempo)

Atualização (25/11/2013): Graças à amiga Dani, percebi que o link para a calculadora de carbohidratos do site GlicOnline deixou de funcionar. Na verdade, o site citado passou a oferecer o serviço apenas através de aplicativos pagos para Smartphone. Encontrei outra calculadora muito boa, a qual serve bem a esse propósito e estou substituindo no conteúdo do artigo. O novo link é http://emagrecerdevez.com/cardapio.

Atualização (10/03/2010): Hoje peguei o resultado dos meus exames e voltei ao cardiologista. Pela primeira vez em anos, minha glicemia está dentro da faixa normal (89) e praticamente todos os indicadores de colesterol estão excelentes. A única exceção foi o meu triglicérides, o qual ainda está um pouco acima, mas foi considerado controlado pelo próprio médico. Detalhe: Minha glicemia estava em 140 há três meses atrás. Não posso afirmar categoricamente, mas creio que a dieta influenciou e muito nos indicadores.

Atualização (07/03/2010): Terminei ontem a primeira quinzena da dieta e hoje cedo ao me pesar constatei o primeiro resultado: 7 Kg mais leve do que quando comecei. Detalhe; Eu não pratiquei esportes ou qualquer tipo de exercício durante a dieta, mantendo minha rotina de atividades normal. Acredito que com academia em conjunto eu teria deixado para trás pelo menos uns 10 Kg. Ao final do artigo, acrescento algumas informações interessantes, uma sugestão de cardápio e um link para uma calculadora online de carboidratos muito interessante. Segue o texto original do artigo.

EmagrecimentoHá vários anos eu tento perder peso e já experimentei inúmeras fórmulas para isso, algumas com sucesso relativo, outras com profunda decepção, mas nunca desisti de tentar. Eu apenas ainda evito pensar nas opções cirúrgicas, pois são mais agressivas ao organismo e algumas quase irreversíveis e somente as quero considerar como última opção possível.

Nos últimos 18 meses, minha perda de peso estagnou, embora eu tenha seguido rigorosamente as orientações de minha gastroenterologista e esteja tomando alguns medicamentos que supostamente ajudariam no processo. Meu peso não baixou um só kilograma nesse período, o que me deixou bastante decepcionado comigo mesmo e com os métodos que tenho adotado.

Recentemente, recebi a agradável visita de meu sobrinho mais velho, o qual estava experimentando uma nova dieta e obtendo resultados rápidos de perda de peso. Após apenas 7 dias, ele já havia perdido 6 Kg. Hoje ele nos atualizou informando já ter perdido 10 Kg em 2 semanas, o que é no mínimo notável.

Após conhecer seus resultados, pesquisei mais a respeito e resolvi experimentar eu mesmo, sentindo “na pele” os resultados, juntamente com minha esposa e após confirmar os excelentes resultados, resolvi compartilhar com os leitores essa experiência, bem como os detalhes para que vocês também possam reproduzi-la em suas vidas e melhorar sua qualidade de vida.

Read More

MONK – Uma série maravilhosa

Adrian Monk (Tony Shalhoub)Quem me conhece sabe que sou aficcionado por séries de TV. Já assisti inúmeras séries completas e estou sempre acompanhando diversas delas em meu tempo livre.

Como eu trabalho muito, o pouco tempo “livre” que eu tenho é no caminho de ida e volta para o trabalho, o qual faço geralmente usando ônibus e metrô, motivo pelo qual meu PocketPC (atualmente um HTC Touch Diamond 2) se tornou minha principal ferramenta de entretenimento.

Geralmente eu baixo os episódios já legendados na INTERNET, converto-os para um formato compatível com o meu Diamond e com isso costumo assitir cerca de 4 a 5 episódios por dia de seriados diversos.

Embora eu já tenha visto muitos anúncios do seriado MONK, nunca dei muita importância a ele, pois me parecia ser algo mais para o lado humorístico “pastelão” do que qualquer outra coisa.

Nesse final de ano, com as férias dos seriados que eu estava assistindo, acabei optando por baixar a primeira temporada de MONK para ver do que se tratava.

O resultado foi “amor à primeira vista”. Tanto é que ontem eu acabei de assistir ao último episódio da oitava temporada, o qual encerra a série. Foram 128 episódios assistidos em cerca de 5 semanas. Após começar a assisti-lo, eu simplesmente não conseguia mais parar. A série é simplemente magnífica e realmente prende o expectador e deixa sempre um gostinho de quero mais.

Para ajudar aos indecisos que talvez ainda não conheçam a séri, decidi escrever um pouco sobre a mesma e reforçar ao máximo a recomendação de assisti-la.

Read More

Atualizando a ROM do HTC VOX

HTC VOXSou usuário do Smartphone HTC VOX (também conhecido como S710 ou S711) desde o início de 2008 e sempre estive bastante satisfeito com o produto, apesar de algumas limitações do mesmo em relação aos produtos mais modernos. Esse Smartphone vem com o Windows Mobile Standard versão 6.0, possui teclado deslizante alfanumérico (SLIDER), o que facilita bastante a digitação de emails e mensagens de texto, possui Microsoft Office Mobile versão 6, permitindo a leitura e alteração de documentos do Microsoft Office e pode ser altamente expandido com a instalação de acessários e programas adicionais. Por exemplo, eu utilizo um fone de ouvido stéreo sem fio (Bluetooth) da Motorola e um receptor GPS externo (também via Bluetooth) da marca Holux e diversos programas adicionais para incrementar a utilização do aparelho.

Recentemente, decidi tentar fazer a atualização do mesmo para o Windows Mobile 6.5. Minha intenção era apenas me familiarizar com o processo de atualização, a fim de poder auxiliar usuários de uma comunidade sobre o produto no ORKUT, da qual sou moderador.

A experiência foi frustrante. Embora eu tenha conseguido fazer a atualização sem grande dificuldade, o sistema se mostrou bastante instável, exigindo constantes REBOOTS para se manter funcionando. Já que eu estava “com a mão na massa”, resolvi experimentar também a versão 6.1, que embora não fosse a mais recente, era bem mais moderna do que a que eu estava usando oficialmente.

Os resultados foram surpreendentes. Não apenas o processo se mostrou menos complicado do que eu previa, mas também o desempenho do aparelho melhorou sensivelmente após a atualização para a versão 6.1, mesmo após recuperar meus backups de contatos, mensagens e emails e reinstalar todos os programas que eu utilizo. Além disso, os recursos disponíveis superam signficativamente os que eu tinha na versão 6.0, de modo que eu optei por manter essa versão em meu Smartphone e criar esse documento descrevendo como fazer a atualização para auxiliar outros usuários durante o processo.

Read More

Como instalar software no Windows Mobile Smartphone

Muito usuários têm questionando em algumas comunidades em que participo, sobre como fazer a instalação de software em dispositivos baseados no sistema operacional Windows Mobile, especialmente em sua versão Standard, para Smartphones sem o recurso Touch Screen.

Escrevo este artigo com o objetivo de tentar ajudá-los de alguma forma.

Tecnicamente falando, para um software ser instalado em seu Smartphone, basta que o arquivo CAB contendo o mesmo seja executado diretamente pelo Windows Mobile. Embora existam outras formas de fazer a instalação, são apenas atalhos para atingir esse mesmo objetivo. Assim sendo, começarei ensinando a forma mais difícil para depois mostrar o que podemos fazer para facilitar as coisas.

Para transferir o arquivo CAB para o Smartphone, você precisará provavelmente do programa Microsoft ActiveSync instalado em seu computador de mesa. Outra alternativa seria baixar o arquivo CAB diretamente no Smartphone através do Internet Explorer, mas dificilmente essa seria a opção mais fácil.

Microsoft ActiveSync

Uma vez que você tenha o arquivo CAB e o ActiveSync conectado ao seu Smartphone (não precisa configurar sincronização para isso funcionar), bastaria usar o botão “Explorar” do ActiveSync e “navegar” pelas pastas do seu Smartphone para escolher onde você irá depositar o arquivo .CAB a ser instalado. Eu recomendo escolher uma pasta no cartão de memória, pois é onde geralmente se tem mais espaço disponível para essas operações e evita de comprometer a operação do aparelho lotando a memória interna.

Após transferir o arquivo CAB para o Smartphone, você deverá abrir o gerenciador de arquivos do seu Smartphone, localizar o arquivo .CAB e executá-lo. Se o programa de instalação do software lhe der a opção de decidir onde instalar o programa, procure sempre optar pelo “Cartão de memória”, salvo raras exceções em que a documentação do software lhe diz para instalar na memória interna.

Instalando software no Smartphone

Instalando software no Memory Card

Após a instalação, provavelmente o programa instalará um ícone de fácil acesso ao mesmo em seu menu iniciar, na pasta apropriada. Geralmente jogos criam seus ícones dentro da pasta Jogos e assim por diante.

Agora que já aprendemos a forma difícil de executar a tarefa, vamos aprender algumas formas mais fáceis de executar a mesma tarefa.

A primeira delas envolve instalar em seu computador pessoal um programa chamado “WinCE CAB Installer”. Ele é gratuito e poder ser facilmente encontrado através do Google. Caso prefira, pode baixá-lo clicando nesse link.

Após executar o WinCE CAB Installer, use a opção “Instalar” do programa e ele irá se integrar ao seu Windows Explorer perfeitamente. Uma vez integrado, sempre que você tiver um arquivo .CAB, estiver com seu Smartphone conectado ao PC e quiser instalá-lo em seu Smartphone, basta clicar no arquivo com o botão direito do mouse e ir até “Enviar Para” e escolher “WinCE CAB Installer”.  Fácil, não?

WinCE CAB Installer

Finalmente, há situações em que o programa que você recebeu é um .EXE e não .CAB. Não se assuste. Isso apenas significa que o fabricante montou um pacote de instalação para lhe facilitar a vida. O arquivo .EXE contém o .CAB embutido e uma vez executado, ele irá abrir um assistente de instalação, o qual copiará o arquivo .CAB para o seu Smartphone através do ActiveSync e executará a instalação automaticamente no seu Smartphone.

Se o arquivo que você recebeu for do tipo .RAR ou .ZIP, significa que ele está compactado em um desses formatos e você precisará de um programa para descompactá-lo. Tanto o Windows XP quanto o Windows Vista suportam nativamente arquivos .ZIP, mas não os demais formatos de compressão. Se precisar, recomendo o programa lZArc, gratuito e que dá conta do recado.

Espero ter ajudado e aguardo comentários.

Como desintalar o Office Live Add-in

Nas últimas atualizações do pacote Windows Live, a Microsoft passou a incluir a opção de se instalar um complemento denominado “Office Live Add-in”. Supostamente, tal complemento permitiria integrar as aplicações do pacote Microsoft Office com a plataforma Windows Live, o que a primeira vista parecia ser interessante, especialmente porque o Google já lançou seu serviço de documentos online há bastante tempo e a Microsoft até então não havia dado uma resposta à altura.

Como muitos de vocês, eu cometi o erro de instalar esse complemento para ver como ele funciona e descobri que ele apenas implementa o recurso de salvar e carregar documentos de e para a plataforma Windows Live, mas a edição continua sendo feita através dos programas do pacote Microsoft Office. Em outras palavras, a Microsoft continua obrigando você a utilizar aplicações instaladas em seu PC (e obviamente licenciadas e pagas para a Microsoft) para poder criar e editar seus documentos.

Não bastasse se tratar de um recurso quase que insignificante, a ferramenta ainda passa a abrir uma janela pop-up sempre que você abre qualquer aplicativo do Microsoft Office e, embora exista a opção “Não mostrar essa janela novamente”, ela sempre está de volta ao abrir um aplicativo Office novamente.

Para fechar com chave de ouro, a Microsoft não fornece uma ferramenta para remover esse recurso, nem no “Menu Iniciar” e nem no “Painel de Controle” dentro de “Adicionar e Remover Programas”, o que torna esse recurso um dos mais chatos que existem.

Pesquisando hoje através do “santo” Google, encontrei uma dica sobre como remover mais esse vírus de meu computador. Basta usar o botão “Iniciar”, opção “Executar” e colar exatamente a seguinte linha de comando no campo apropriado:

msiexec /x {57F0ED40-8F11-41AA-B926-4A66D0D1A9CC}

Em seguida clique em “OK” e confirme que você realmente quer se livrar desse problema.

Espero ter ajudado a você se livrar de mais essa enganação.

PC-BSD v7.0.1 – Uma grata surpresa

PC-BSDHistoricamente, o sistema operacional FreeBSD sempre se destacou nas soluções para servidores de rede, especialmente por sua robustez, segurança e estabilidade. É provável que os servidores com maior “uptime” do mundo sejam baseados neste sistema.

Apesar disso, o sistema sempre suportou as interfaces gráficas padrão do mundo Unix, incluindo o XFree86 e mais recentemente o X.org, assim como os diversos gerenciadores de janelas (ou ambientes de trabalho) disponíveis, tais como os famosos KDE e GNOME e os mais leves como FVWM, FVWM95, AfterStep, BlackBox, IceWM, Enlightenment, FluxBox, CDE, XFCE, etc.

Há algum tempo atrás surgiram algumas distribuições focadas em prover soluções para estações de trabalho baseadas no FreeBSD, com destaque para o DesktopBSD, o FreeSBIE e o PC-BSD. Tive oportunidade de experimentar todos e gostei bastante do resultado.

Pouco depois surgiu o projeto DARWIN, também baseado no FreeBSD, o qual evoluiu rapidamente para o já consagrado Mac OS/X, que serve como plataforma para os computadores da Apple já há alguns anos.

Nesta semana, voltei a ter contato com o PC-BSD, o qual evoluiu significativamente em relação às primeiras versões. Além de ter adotado a numeração de versão compatível com o sistema base, o sistema já vem com o KDE versão 4 e um sistema de instalação visual e gráfico altamente avançado, capaz de simplificar significativamente todo o processo, de forma que qualquer usuário comum seja capaz de instalar e utilizar o sistema.

Baixei os arquivos ISO a partir dos espelhos (mirrors) brasileiros, gravei os CDs e pude instalar o sistema facilmente em pouco mais de 30 minutos. O sistema instalado, já subiu com a interface gráfica KDE, reconhecendo automaticamente todo o meu hardware (inclusive som, o que me surpreendeu) e em poucos instantes, eu já estava navegando na Internet através do Mozilla Firefox, enviando e-mails através do Mozilla Thunderbird, etc., e o mais importante: sem gastos com licenciamento de software.

Abaixo você poderá ver uma captura de tela feita durante a última etapa da instalação do sistema:

Instalação do PC-BSD

Para ter acesso a maiores informações, bem como baixar o sistema para experimentar, visite o site oficial do projeto em http://www.pcbsd.org/

Skyfire – Eu experimentei!

Navegador Skyfire

O projeto Skyfire se propõe a desenvolver um navegador para aparelhos móveis (celulares e PDAs), capaz de apresentar páginas da Internet em alta velocidade e com alto padrão de fidelidade visual ao seu conteúdo. Este projeto ainda está em estágio BETA, semi aberto, no qual somente usuários residentes nos EUA poderiam experimentá-lo gratuitamente.

Apesar de tal restrição, consegui colocar minhas mãos em uma cópia do navegador e a instalei em meu Smartphone HTC VOX (modelo S711 no Brasil) e ele realmente faz o que se propõe.

Basicamente, para utilizar o Skyfire, é preciso fazer o login em um servidor, o qual aparentemente funciona como se fosse um PROXY, fazendo com que toda sua navegação seja feita através desse servidor. O servidor SKYFIRE por sua vez, parece fazer a renderização das páginas na forma de conteúdo FLASH e envia para o seu dispositivo móvel, sendo que o navegador apenas precisa apresentar a página já renderizada.

A vantagem desse sistema é que o navegador realmente é bastante leve, consome pouquíssima memória no Smartphone, bem como pouco espaço em disco. Além disso, o resultado obtido é bastante interessante.

Navegando no UOL com Skyfire

Você pode assistir a uma demonstração do Skyfire no Youtube.

Como o serviço depende do tal servidor para fazer a renderização das páginas, algumas questões vêm à tona:

  • Será que a estrutura de servidores da empresa aguentaria a carga de trabalho de milhares de usuários navegando através de sua rede ao mesmo tempo?
  • Por existir o serviço Proxy, será que o serviço SKYFIRE passará a ser cobrado quando o produto chegar à versão final?

Por essas e outras, o Opera Mini continua sendo uma excelente opção pois além de renderizar as páginas de forma muito interessante, sem consumir muito espaço em disco ou memória, ele é realmente gratuito, independe de quaisquer servidores específicos e não reserva surpresas desagradáveis para o futuro.

Em breve escreverei artigo sobre o Opera Mini, fornecendo maiores detalhes.